terça-feira, 23 de julho de 2013

Amor da minha vida

Ontem, dia de Santa Maria Madalena, as leituras foram muito belas.
A primeira, do Cântico dos Cânticos (Ct 3, 1-4a), mostrando a amada que procura o amado, o amor de sua vida, até o encontrar. O Salmo 62, com o suspiro da alma por Deus, a sede de Deus contida na alma. E o Evangelho (Jo 20, 1-2; 11-8), quando Madalena procura Jesus no sepulcro e não o encontra, vai avisar aos apóstolos, mas para lá retorna e permanece, até que se encontra novamente com o amado de sua vida. Quando ela diz "Rabunni", ela não diz apenas "Mestre", mas ela diz "Amor da minha vida", como disse o padre hoje na homilia. E assim é Jesus, assim quer ser Jesus na alma dos que se abrem a ele: o grande Amor das nossas vidas. O centro, o tudo, o norte, a paz, o repouso... Dai-nos, Senhor, um coração como o de Maria Madalena, apaixonado por ti, que te busca, que te procura, até te encontrar...
Fiquem com uma canção que fiz inspirada por toda essa liturgia tão bela.

video


Amor da minha vida

Mestre, quero te olhar nos olhos
Cristo, quero tocar o teu manto
Amigo, por ti anseio logo quando acordo
Na manhã de um novo dia
Corro para te encontrar no templo
Louvo tua presença além do tempo
Tudo o que necessito em ti encontro
Meu amado, amor da minha vida

Jesus, amor da minha vida
Por ti meu coração suspira
Depois que meu olhar se encontrou no teu olhar

Vida, minha vida, meu tesouro
Paz, meu sossego, meu repouso
Norte, minha direção e minha sorte
Vento que me guia longe
Fonte de sabedoria, minha ponte
que me eleva sobre o horizonte
Vida eterna, vida que se doa
Meu amado, amor da minha vida

2 comentários:

  1. Oi prima!
    Não conhecia essa música. É sua?
    Gostei!
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. É, sim, primo! É recente. Obrigada!! Bjo

    ResponderExcluir